quarta-feira, 23 de maio de 2018

Desafio do Chá - 3ª Semana


Oi Dolces

Eu sei que este post saiu com imenso atraso, mas a semana passada foi uma correria que mal tive tempo para o meu chá diário. E não se preocupem, que vou contar a correria toda no próximo post.
Mas passando ao que interessa, terminamos já a terceira semana do Desafio do Chá, por isso hoje cá está a mini-review sobre cada um deles.

Dia 14 - Twinings Pure Rooibos 
Esta é uma das minhas infusões favoritas. É feita apenas da planta de rooibos em estado puro. É um daqueles sabores tão únicos que se tornam difíceis de descrever, mas o mais próximo é um sabor floral quase doce com um toque que pode lembrar a menta por ser tão fresco. Já fiz a review completa sobre esta infusão que podem ler aqui. A temperatura da água deve ser de 100ºC e o tempo de imersão deve ser de 3 a 4 minutos, mas pessoalmente neste caso acho que não se perde nada se ficar esquecido um pouco mais.

Dia 15 - Twinings Peppermint 
Mais uma infusão forte mas fresca que sabe tão bem nos dias frios como quentes, com a particularidade de ser excelente até depois de fria. Esta é feita com hortelã-pimenta pura, por isso uso-a muitas vezes no inverno até para inalações, já que é ótima descongestionante nasal. Apesar da embalagem dizer que a temperatura da água deve estar nos 100ºC, acho que se torna demasiado forte, por isso deixo-a sempre nos 90ºC e sem nunca ultrapassar os 3 minutos de imersão ou o sabor torna-se quase azedo.

Dia 16 - Tetley Honey & Lemon 
Aqui está uma infusão que acho... inútil. Não, não é que não seja boa, porque é! No entanto, é composta por uma mistura de chás verdes de africanos e asiáticos, aromatizados depois com limão e mel. Ora... porque não usar chá verde puro, colocar uma rodela de limão e uma colher de mel? Ok, não é tão prático, mas acreditem que o sabor torna-se bem melhor. A água deve estar a 90ºC e o tempo de infusão diz de 3 a 5 minutos, que a meu ver é exagerado. O chá verde, de qualquer variedade que seja, ganha aquele travo amargo muito facilmente e nem o mel neste caso o salva. 3 minutos são mais do que suficientes.

Dia 17 - Oolong Imperador 
É o tão pouco conhecido chá azul, mais forte que o chá verde e ligeiramente mais suave que o chá preto. Este é composto por Oolong Ti Guan Yin, chá verde sencha, laranja, flores de romã, lascas de côco, pedaços de amêndoa, baunilha, maçã, limão e aroma de canela. Foi o chá escolhido para o meu pequeno almoço do dia de aniversário. Confesso que o experimentei um pouco a medo, devido ao sabor da canela, de que não gosto nada. No entanto é completamente imperceptível no meio de todos os outros sabores. Tem um gosto floral forte, mas muito fresco. O tempo de infusão é de 3 a 4 minutos, que admito ter ignorado, mas até terminar o bule parecia-me cada vez melhor.

Dia 18 - Teltey Mint 
Eu sei que foi a segunda infusão de menta esta semana, mas fui passar o fim de semana a Lisboa e esta era uma das poucas opções que o hotel oferecia a nivel de chá (pelo menos dos que me apetecia!) que não fosse a típica cidreira, tília, camomila, etc. Foi a primeira vez que experimentei a infusão de menta desta marca, mas achei-a perfeitamente normal, como se estivesse a beber pastilha elástica. Reparei que a temperatura da água deveria ser de 100ºC (que não me pareceu ser o caso) e o tempo de infusão seria de 3 a 5 minutos, mas não o deixei chegar a tanto com medo que ficasse forte demais.

Dia 19 - Tetley Tília
Mais um lanche fora de casa e nova falta de variedade no local escolhido! Fiquei-me mesmo pelo mais básico e que raramente falha. A tília! Gosto muito desta infusão, o cheiro da tília traz-me sempre lembranças de passeios na infância. É uma daquelas escolhas seguras em cafés, porque apesar de ter uma temperatura de água recomendada nos 100ºC, a menos que não a deixem sequer aquecer, não há maneira de arruinar a infusão. O tempo de imersão é de 3 a 4 minutos mas, mais uma vez, se deixarem um pouco mais também não fica intragável, apenas com um sabor mais intenso.

Dia 20 - Twinings Echinacea & Raspberry 

Sou completamente viciada nesta infusão! Podia beber litros disto sem nunca enjoar. É composta por raiz de equinácea, folha de laranjeira, casca de laranja, aroma de framboesa, folha de amoreira, raiz de alcaçuz, aroma de morango e casca de limão. É tão bom! É suave, doce, parece mesmo o sabor de rebuçado. O grande problema é que não é vendido em Portugal exceto em lojas de produtos importados. Não contém qualquer indicação sobre a temperatura da água, mas normalmente deixo-a chegar aos 100ºC e o tempo de infusão é de 2 a 3 minutos. Para quem não o conseguir encontrar, o mais parecido que conheço a nível de sabor é o da Lipton de Romã e Framboesa de que falei logo na primeira semana do desafio.

Algum favorito esta semana?
Já agora, gostam do chá com algum tipo de adoçante ou ao natural?


domingo, 13 de maio de 2018

Desafio do Chá - 2ª Semana


Olá pessoal!

Estamos no final da segunda semana do Desafio do Chá. Para quem não faz a menor ideia do que estou a falar, podem ler os dois últimos posts, mas basicamente estou a tomar um chá ou uma infusão diferente todos os dias durante um mês, que podem ir acompanhando no Instagram e ao Domingo falo sobre eles aqui no blog.

Pois esta semana tivemos:

Dia 7 - Tetley Immune Vitamina C 

Assim que esta gama saiu, este foi logo o primeiro que trouxe para casa e andava ansiosa para experimentar. Logo na frente da embalagem diz ser uma infusão de fruta com limão e gengibre. É preciso ver atrás a composição completa e é bem extensa. Contém frutos de roseira brava, hibisco branco, maçã., gengibre, casca de laranja, folhas de amora silvestre doce, raiz de alcaçuz e casca de limão. Sempre me convenci que o limão e o gengibre fossem os sabores predominantes aqui mas estava enganada, este último mal se sente e o sabor principal é a citrinos e esse ponto desiludiu-me um pouco. Acho que é uma infusão... banal, sem nada de excecional ou marcante. Não trás qualquer sugestão da temperatura de água, mas o tempo de infusão é de 3 a 5 minutos. Acho que mesmo que passe, só fica ligeiramente azedo, o que se resolve bem com qualquer tipo de adoçante.

Dia 8 - The London Tea Company Peach & Rhubarb 
A primeira coisa a destacar aqui é... a embalagem! Sendo esta uma marca tipicamente Londrina, a embalagem, num estilo divertido, conta a história da introdução do chá na vida dos ingleses pela mão da Rainha Catarina de Bragança, mulher do Rei Charles II. Achei piada! Já a nível do chá, este contém chá preto, maçã, hibisco, roseira brava, folha de amora doce beterraba vermelha. Apesar de se intitular um chá de pêssego ruibarbo, não tem qualquer referência a estes, a menos que seja num dos aromas naturais. O que é certo é que é uma delícia! É também mais um que ignora a temperatura da água mas aconselha 1 a 3 minutos de imersão. Pessoalmente, coloco a água a cerca de 100º e acho que nem precisa dos 3 minutos, 1 a 2 chega.

Dia 9 - Twinings Lemon Earl Grey 
Este é um dos meus chás favoritos! É composto por chá preto com aroma de bergamota e aroma de limão. É forte, embora os citrinos cortem um pouco esse efeito, dando-lhe um toque fresco e frutado. É especialmente bom com mel, que lhe parece abrir mais o sabor, o que não acontece com o açúcar. A temperatura da água deve ser de 100ºC e a embalagem aconselha 3 a 4 minutos de imersão. O meu conselho? Esqueçam a segunda parte! O chá é bastante forte e a meu ver não precisa de tanto tempo ou acaba por ser amargo e ácido. Um único minuto é, para mim suficiente.

Dia 10 - Twinings Strawberry & Mango 
Esta foi uma infusão que me surpreendeu bastante. Por norma não sou grande fã de infusões que incluem morango, acho sempre ácido demais. No entanto aqui isso não acontece. Esta infusão é composta por hibisco, folha de laranjeira, casca de laranja, roseira, raiz de alcaçuz, manga e morango. Tem um sabor frutado, que é tão bom quente quanto frio. A água deve estar a 100ºC e o tempo de infusão é de 3 a 4 minutos.

Dia 11 - Twinings Lemon & Ginger 
É a minha infusão favorita! É aquela que eu tomaria para o resto da vida se só pudesse escolher uma. É composta por gengibre, tília, casca de limão, folha de amoreira e erva príncipe. Esta é, para mim, a combinação perfeita de ingredientes, que torna esta infusão quente e forte, quase picante devido ao gengibre, no entanto o limão traz uma frescura quase suave em oposição a isso e combinam na perfeição, por muito estranho que pareça. Para quem não sabe, o gengibre é um excelente anti-inflamatório natural, muitas vezes corto um pedacinho e junto-o à infusão, que a torna ainda mais forte. A temperatura da água deve ser de 100º e o tempo de imersão de 3 a 4 minutos, mas a meu ver pode bem ser ultrapassado, que não estraga a bebida. No entanto pode-se tornar demasiado picante para alguns gostos. Eu adoro!

Dia 12 - Ahmad Tea Roseship, Hibiscus & Cherry 
 Há muito tempo que ando à procura de uma boa infusão de cereja e esta apareceu-me um pouco de surpresa numa loja no Porto. Não é apenas cereja, contém também rosa e hibisco. Na verdade, o sabor da cereja fica meio escondido nos outros, mas é tão agradável, sabe a frutos vermelhos mas muito menos ácido que o habitual, mais suave. Ainda não experimentei fresco, mas nos dias de calor sem dúvida que vou ver como sabe. Sem contar, fiquei fã da infusão. A água deve estar a 100ºC e o tempo de imersão são 5 minutos.

Dia 13 - Lipton Camomile 
É talvez uma das infusões mais comuns e sem dúvida a mais conhecida aqui deste desafio até agora. É 100% camomila, que tem um sabor suave, floral, quase doce mesmo antes da adição de qualquer açúcar. Está mesmo na minha lista de favoritos, principalmente pela particularidade de não ter cafeína e ser propriedades calmantes, ou seja, pode-se tomar a qualquer hora sem causar insónias, bem pelo contrário. Ajuda mesmo a relaxar e a adormecer. A água convém estar fervida a 100ºC e deve-se deixar durante 4 a 5 minutos. Por acaso acho que é uma das infusões que até nos podemos esquecer da saqueta mais tempo porque o sabor nunca fica desagradável.

Estão a gostar do Desafio do Chá?
Que acharam da seleção de chás e infusões desta 2ª Semana?


domingo, 6 de maio de 2018

Desafio do Chá - 1ª Semana

Olá meus Dolces!


Se bem se lembram do post anterior, propus-me ao desafio de tomar um chá ou infusão diferente todos os dias durante o mês de Maio. Espero que estejam a gostar de acompanhar o desafio diariamente nas stories do Instagram e tal como prometido, cá está a minha opinião sobre os chás e infusões desta semana

Dia 1 – Twinings Peach & Passionfruit


Acho que não será novidade que adoro quase tudo o que vem da Twinings. E este apesar de não ser o favorito, é sem dúvida muito apreciado, mas tem de ser preparado corretamente. Gosto da frescura desta composição que inclui roseira, hibisco, maçã, casca de laranja, casca de limão, raiz de alcaçuz, sabugueiro e groselha, além do pêssego e maracujá, que seriam os sabores predominantes. No entanto, tem um ingrediente que, para mim vem estragar um pouco o conjunto, que é o pau de canela. Não gosto de canela. Mas isto resolve-se! O tempo de imersão desta infusão é de 3-4 minutos, no entanto se o deixar apenas 1-2 minutos com uma temperatura de 100ºC os outros sabores mantêm-se quase inalterados e a canela é praticamente imperceptível. Passando esse tempo... o sabor é intenso. Não contém cafeína.

Dia 2 – Cuida Te Green Tea Moroccan Spearmint 


Este é um chá que está na minha lista de favoritos. É composto por folhas de chá verde chun mee e hortelã-menta. O chun mee por norma é ácido e requer alguma habituação, no entanto, misturado com a frescura da hortelã-menta, fica bastante mais suave. E é tão bom quente quanto frio. 2g são suficientes mas a temperatura não deve passar dos 90ºC. Pessoalmente considero que até mais baixa que isso é o ideal para evitar que se torne ácido e a imersão nunca deve passar os 3 minutos.

Dia 3 – Twinings Blackcurrant, Ginseng & Vanilla 


Aqui está uma infusão estranha, com uma mistura que quase parece mais saída de um cocktail de um bar do que propriamente de uma caixa de chás, composta por hibisco, casca de laranja, folha de laranjeira, folha de mirtilo, casca de limão, roseira, raiz de alcaçuz, ginseng, groselha e extrato de baunilha. No meio de tudo isto o que predomina é o sabor exótico do ginseng que a meu ver até combina bem com a suavidade da baunilha, que por norma nem gosto no chá, mas neste caso resulta. A água deve ser fervida até aos 100ºC e pelo amor da santa, não ultrapassem os 3 minutos de imersão apesar da embalagem dizer que pode ir até aos 4. Fica forte demais, quase ácido.

Dia 4 – MushuTea Healthy Infusion Relax 


Para quem anda sempre apressado e a precisar daquele momento de descanso, nada melhor que uma pausa para uma chávena desta infusão, composta por camomila, cidreira, hortelã, erva-príncipe, laranja e valeriana. Todas estas ervas têm propriedades calmantes e conjugadas entre si dão um sabor suave, relaxante, ótimo para tomar à noite. A temperatura da água recomendada é mais baixa que o habitual, a 70ºC e deve permanecer 2 minutos em imersão. Pessoalmente já tenho feito com temperatura mais alta e deixado mais tempo e ao contrário de muitos outros, não noto qualquer diferença.

Dia 5 – Lipton Raspberry & Pomegranate Granate Green Tea 


A primeira coisa que me vem à cabeça sobre este chá é que é delicioso. Sabem aquele gel de banho ou gloss das meninas que até apetece comer? É a isso que me sabe! É composto maioritariamente por chá verde, com uma pequena percentagem de casca de romã e aroma de framboesa. A caixa diz que a água deve estar a uma temperatura de 90ºC e o tempo de imersão é de 2 minutos. Sinceramente? Podem fazer o que quiserem (ou quase, não o deixem lá 30 minutos) porque ele sabe sempre bem. Nas próximas semanas falarei de um com sabor muito idêntico, mas este é a opção mais económica. O único ponto contra é a embalagem, já que as saquetas são em pirâmide não são embaladas individualmente como os outros, o que para mim não é o ideal.

Dia 6 – Twinings Verbena & Orange 

Mais uma infusão de ervas. Nesta o que predomina mesmo é a verbena, que só por sim tem já um sabor fresco. Aqui é misturada com casca de laranja e o resultado para mim é fantástico. Sempre gostei muito de infusões de verbena e às vezes até lhe acrescentava uma rodela de limão. Laranja nunca tinha experimentado mas fiquei fã! A água deve ser fervida a 100ºC e o tempo de imersão pode dos 3 aos 5 minutos, no entanto também não fica horrível se deixarem mais um minuto ou dois. Aliás, a nível de sabor as infusões permitem essa extensão muito melhor do que os chás, que por norma se tornam mais ácidos.

E por esta semana ficamos por aqui. Amanhã já haverá um novo chá no instagram, por isso não se esqueçam de me seguir por lá para descobrir mais rapidamente quais serão os próximos chás ou infusões. Ou podem sempre aguardar até ao próximo Domingo que venho falar de todos eles.

Têm algum favorito entre estes? Ou ficaram curiosos com algum?
Que estão a achar deste desafio?
Alguém está com vontade de o fazer em Junho?


terça-feira, 1 de maio de 2018

Desafio do chá!!!


Ola pessoal!


O post de hoje dá início a um desafio engraçado que me propus a mim própria. Acho que já não é segredo para ninguém aqui no blog (e muito menos no instagram) que sou sou completamente viciada em chá e infusões. Desde pequena que gosto de chá e nos últimos anos tornou-se mesmo uma paixão e quase um hobby, sempre a procurar chás ou infusões diferentes e a tentar saber um pouco das propriedades de cada um. E porque não partilhar um pouco disso aqui e no instagram?

Ora durante este mês vou tomar um chá diferente todos os dias e colocar as fotos nas stories. A cada Domingo faço um post aqui no blog a falar um pouco de cada um, a dizer os que gostei, os que gostei menos ou qual a melhor forma de os preparar.

Que acham da ideia?
Há por aqui mais viciados em chá?
Podem ir dando sugestões!